09 julho 2015

Planejamento para reencarnar




Morel Felipe Wilkon

Você já ouviu falar que existe um planejamento para reencarnarmos? Pois é, existe. Não para todos, mas existe.

Por que não para todos? Porque a maior parte da humanidade ainda não desenvolveu a consciência a ponto de planejar qualquer coisa. Se a maioria das pessoas que você conhece só se preocupa em planejar o almoço de domingo, como acreditar que elas tenham uma participação ativa no seu planejamento reencarnatório?

É verdade que existem espíritos mais adiantados que nós que coordenam grandes grupos de espíritos. Mas seria ingenuidade achar que eles atendem caso a caso, tratando com minúcias cada detalhe de uma reencarnação. Grande parte dos espíritos ainda reencarna compulsoriamente. Sentem-se, consciente ou inconscientemente, atraídos por alguém e reencarnam como seus filhos. 

Assim é que um obsessor reencarna como filho daquele a quem obsediava; um espírito viciado reencarna como filho da pessoas viciada que ele vampirizava; um parente desencarnado que permaneceu acompanhando a sua família terrena acaba reencarnando no mesmo meio.

Não estou negando o planejamento. Só que a Lei é perfeita, os reajustes necessários sempre encontram as melhores condições para serem efetuados. A tendência do Universo é a harmonia, sempre. Tudo conspira para que o que um dia foi desarmonizado seja rearmonizado. A Lei é de Deus, e funciona independente da intervenção dos espíritos.

O que os espíritos mais adiantados fazem é facilitar o bom andamento da Lei. Através do planejamento envolvendo espíritos que já desenvolveram razoavelmente a consciência, diversos fatores são equacionados para que haja as melhores condições possíveis para a harmonia e o aprendizado de seus tutelados.

É possível que você já tenha atingido um grau de consciência suficiente para participar do seu próximo planejamento reencarnatório. É verdade que ainda temos muito o que fazer nesta atual existência. Mas não podemos esquecer que somos espíritos imortais, e o nosso amanhã depende do nosso hoje. Muitos dos nossos problemas atuais se devem à nossa imprevidência do passado. É comum, mesmo no meio espírita, que não se dê muita atenção à próxima reencarnação porque “não lembraremos quem somos”.

A cada mergulho na matéria perdemos temporariamente a nossa consciência do passado. Mas temos que considerar que quanto mais nos adiantamos, maior é o nosso grau de consciência, e chegará o dia em que, mesmo encarnados, poderemos acessar parcialmente o nosso passado espiritual. Estamos recém começando. Recém começamos a perceber e desenvolver nossas potencialidades.

Você tem ideia de como está grande a fila pra reencarnar? Se quisermos contar com um bom planejamento temos que prestar atenção a isso desde já. Para virmos num meio adequado, que nos proporcione ótimas condições de desenvolvimento, temos que fazer por merecer. Alguém terá que receber você como filho, você terá que contar com algumas pessoas-chaves com quem se encontrará nos momentos certos para trazer novos ingredientes importantes à sua vida.

Mas para isso é preciso sermos bem relacionados. É preciso termos um razoável quadro de amizades verdadeiras. 

Tem algumas pessoas tão difíceis e desagradáveis que exigem muito esforço e sacrifício para conviver com elas. Não sejamos como elas. Não nos tornemos uma dor de cabeça para aqueles que um dia poderão ser “convidados” a nos receberem em seu seio familiar.


Postado no Espírito Imortal em 05/07/2015


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"